você é a soma do que não precisa ser

você não precisa pegar o mesmo trajeto todos os dias. nem economizar no almoço de segunda. nem ir pro bar na sexta. nem deixar de responder uma ofensa só porque veio de alguém cujo papel social parece importar. você não precisa engolir sapos. nem aceitar um contrato meia-boca. você não precisa esconder seus medos, defeitos e tentar apagar as cagadas do passado. você não precisa aguentar gente chata. você não precisa ser simpática com gente chata.
você não precisa ter empatia com todo mundo. você não precisa estar sempre feliz, nem fingir que está tudo bem quando não está. você não precisa saber tudo, nem conhecer tudo, nem conhecer o mundo. mas, se puder, conheça, saiba e saia por aí. conhecer o seu bairro inteiro já é bastante coisa. você não precisa usar sutiã. você não precisa esconder as tatuagens. nem o maço de cigarros no fundo da mochila. você não precisa fingir que gosta de alguém. nem de mim. nem me avisar.
você não precisa olhar o lado bom da vida todos os dias. nem dar passagem pra um carro que vem de um cruzamento quando você está com pressa. você não precisa abaixar o volume do fone de ouvido. nem maneirar na cerveja. nem beber até cair todo final de semana. você não precisa sair. você não precisa ficar em casa. você não precisa usar o mouse com a mão direita. você não precisa usar um mouse. você não precisa responder aquele cara. nem aquela mina. você não precisa ser um cara ou uma mina legal. você sequer precisa ser um cara ou uma mina, ponto.
você só precisa ser você. essencialmente. com quem está ao seu redor. e assumir a bronca que ser você trará. sempre traz. olhar a vida de frente. não se fazer de vítima das circunstâncias e não permitir que te coloquem no espaço de coitado. você não é coitado, nem vítima de nada. você é a soma das coisas que não precisa ser, mas é. você é resultado do que você não precisa fazer, mas faz. você só precisa saber quem é e o que não tolera. nem precisa saber o que gosta: só saber o que não aceita já limita muita coisa. você só precisa respeitar quem o outro é, mesmo que isso signifique mantê-lo longe. e você precisa deixar a esquerda livre. esse último não é negociável.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s