mas aí, cantam

os bons dias passavam tão longe
que eu já nem reconhecia mais o caminho
quando chegavam
batendo à porta,
pedindo licença,
passando pela sala,
correndo direto pro quarto
sem nem limpar os pés

eu não reconhecia mais
a sensação de ter paz
de não querer voltar atrás
de poder tomar um vinho
de me banhar com carinho
porque você vivia a me tratar
como se eu não merecesse nada mais
como se você não fosse capaz
de respeitar meu coração
que nunca te disse não
que te segurou a mão
o braço
as pernas
os joelhos, feridos
a cabeça
cheia
lotada dessas coisas
que eu nem tinha que lidar

meus amigos
meu terapeuta
dois bêbados num balcão de bar
e um amigo que fiz fumando fugida de você na praça
me disseram
quatro vezes cada um
que eu havia me metido numa cilada
que amor daquele jeito não servia pra nada
que era só um ponto final atrás do outro
uma coletânea infinda de reticências
que nunca tinham
verdadeiramente
mais
nada
a
dizer

eu sabia que não
que não podia aceitar
que eu não podia ser a única a me entregar
que do outro lado precisava ter alguém
que fosse
pelo menos
o mínimo, não pedi um cento,
mas pudera ao menos um vintém
que me servisse pra dormir bem
que prestasse atenção
e não repetisse perguntas
que ouvisse meu som
e não me cansasse com suas dúvidas

mas me acostumo com paixões bandidas
porque elas me destroçam
cansam minha mente
bagunçam meu peito
me fazem gozar da cortina pra dentro
e me fazem gritar da janela pra fora
me estilhaçam a vida
e me destroem inteira

depois que me quebram,
escrevem uma canção,
pegam o violão
e aí, cantam
distraídos
sem muita afinação
mas de forma branda,
quase com o coração
e eu me remonto toda
ao som daquela voz
que já disse tudo que não podia dizer
que gritou o que eu nunca mereci ouvir
que protagonizou meus pesadelos
me fez sangrar por entre os dedos
mas quando estão no tom
remontam meus estilhaços
e me aprisionam em seus compassos
dos quais eu
tentei me desvincular
mas
hoje
sei até recitar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s