fome

há algo incrivelmente belo
em deixar o caos se apossar
do espaço vazio na cama fria
com cheiro e cara de que ali é habitat
também tem que eu sempre soube
onde isso ia dar
e que o quente do edredom
não ia ser suficiente pro gelo da sua pele
que parecia combinar tão bem
com o jeito do seu coração
de me tratar tão mal
e ficar sendo sempre igual
achando que sentimento é prato de comida
que não se nega pra ninguém
quando na verdade
é melhor deixar faminto
do que mal sentimentado
bem, eu não quero colecionar receitas
de como se curar um desamor
se toda vez você promete que não volta mais
e eu preciso sempre preparar o peito
já que o espaço vazio da cama
é o caos
com a fôrma perfeita
pra te acolher
depois te deixar partir
e porque tem beleza
eu nunca ocupo o espaço
e deixo sempre a porta aberta
só pelo prazer
de te ver chegar de novo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s